terça-feira, 20 de abril de 2010

"Não falem mal de mim" quando alguém enxerga opinião alheia como ofensa

Hoje aconteceu algo engraçado comigo e eu parei para pensar como as pessoas são inseguras na dança e na vida e como algumas põem isso pra fora de um jeito extremamente, me desculpem meninas, estúpido.
Não estou aqui para de dizer que é legal algo que não acho legal vocês sabem como sou adepta ao movimento chega de "aiaiai" na dança do ventre,não vou ser a boazinha que só fala de assuntos amenos, ou a polêmica que põe lenha na fogueira e fala mal da dançarina X e da Y, pois nenhum dos dois estilos é do meu feitio.
Sempre fui uma pessoa extremamente crítica comigo mesma, desmanchava uma prova inteira porque a resposta não estava boa o suficiente e quando um colega fazia trabalho em grupo comigo ás vezes eu falava algo que não gostei, mas nunca fui mal educada com ninguém, simplesmente o perfeccionismo é um dos meus defeitos (pena que ele não se aplica na arrumação do meu quarto, sério)
Há muito tempo eu fiz a sandice de comentar em um vídeo( sim confesso que fui infeliz,mas acontece), simplesmente eu escrevi “não encheu os meus olhos”, e não é tudo que me enche os olhos mesmo não, eu infelizmente me entedio rapidamente com diversas coisas da vida e assistir dança infelizmente está incluído nesse pacote,ou me encanta ou não e pronto! as pessoas também não gostaram desse vídeo e sinceramente não vi nenhuma sendo grosseira, simplesmente não gostaram.
No mundo da internet, onde sua vida dança e blog (ai meu Deus! Rsrsrs) estão expostos pro mundo todo você quer que todo mundo diga que gostou e é lindo e perfeito? Não minhas queridas não vai acontecer, não acontece com as Bellydance Superstars, com as bellydance não tão superstars, com as não bellydancers, nem com ninguém. Porque graças a Deus o mundo é feito de opiniões diferentes, o que muda é o que você vai fazer com essa opinião. A moça que postou o vídeo (que nem ao menos é a moça que dança) armou um leve barraco e cuspiu maribondo em todo mundo que não gostou, lançou desafios e a outra pessoa que havia postado negativamente (mas não deseducadamente) também se enfezou e começou a ofender e meu nome foi pro meio da situação e eu? Apaguei o comentário que fiz linda e charmosa (brincadeira gente rsrs) e continuei a viver minha vida, porque não quero me envolver em discussões com alguém que já perdeu,simplesmente pelo fato de não agir educadamente. No vídeo que eu posteriormente assisti ela só aceitou pessoas com elogios mil e etc.
Imagina se eu me chateasse com as pessoas que já falaram: “não gostei”, comigo? Ou talvez os: “Nathy tá HORRÍVEL” (sim eles ainda acontecem graças a Deus!) e onde eu estaria se relevassem todos os erros que já cometi com medo de me ofenderem?(seria extremamente mimada e nojenta) eu adoro críticas construtivas, criticar é um desafio de melhora pra mim, me mostra que eu ainda tenho que crescer, não só na dança, mas na vida, e foram essas pessoas que disseram não gostei comigo que me ajudaram e me ajudam até hoje, eu guardo todos os papéis dos jurados dos meus testes de alguns anos atrás e sempre leio sobre minha cara de séria ou braços horrorosos, olho no espelho e tento melhorar como se fosse a primeira vez.
Aprendi hoje algumas lições:
Como jovem em tempo ocioso: pare de comentar em vídeos (apesar que já deve ter uns dois anos que fiz isso e vi a resposta hoje ao logar no youtube)
Como pessoa em crescimento contínuo: toda critica construtiva é sempre bem vinda
Não vale a pena entrar em discussão e nunca foi do meu feitio nem mesmo pessoalmente, minha cara de Monalisa em meio a gritos e barracos e mais antiga que minha própria vida na dança do ventre.
Portanto diferente dessa moça, podem criticar, eu tenho muito ainda á melhorar,critiquem os vídeos que virão,as minhas postagens, mas educadamente, porque eu não gosto de barraco.

update: não estou falando mal da bailarina em si ,apesar que o estilo dela não me agrada,estou criticando a pessoa que postou o vídeo e que agiu com extrema ignorância!cada um enxerga a arte com um olhar e eu respeito a bailarina do vídeo,e tenho certeza que a mesma,não agiria dessa forma se fosse ela a pessoa que tivesse postado, preciso citar Voltaire antes de esquecer esse assunto e voltar para meus afazeres: "Não concordo com o que dizes mas defendo até a morte o direito de o dizeres." 

0 comentários:

Postar um comentário